Início Política Oposição  impõe derrota à prefeita de Eunápolis na Cãmara de vereadores
Política

Oposição  impõe derrota à prefeita de Eunápolis na Cãmara de vereadores

Um pacote de oito projetos de lei, de autoria do Poder Executivo, foi rejeitado nesta quinta-feira (23/11) na primeira sessão extraordinária da Casa de Leis, convocada pela prefeita Cordélia Torres, do União Brasil, de Eunápolis. A bancada de oposição cresceu e nove vereadores rejeitaram as matérias de autoria do Poder Executivo que se encontravam na Ordem do Dia.

Oposição  impõe derrota à prefeita de Eunápolis na Cãmara de vereadores

Foto: Milton Guereiro

De acordo com os vereadores Renato Bromochenkel, Pedro Queiroz, Arilma Rodrigues, Ueliton Moraes,  Jairo Brasil, Fábio Arruda, Tiago Mota, Adeilson Costa e Marcos Oliveira “as matérias tramitaram em Regime de Urgência e por isso não houve o tempo necessário para o debate nas comissões permanentes do Legislativo”.

Home Page 2

Atuando em bloco, os parlamentares rejeitaram o Projeto de Lei número 31/2023, que pretendia doar áreas de domínio público municipal, e o de número 34/2023, que disciplina e regulamenta o transporte escolar em Eunápolis.

Proposta que criava o Conselho Municipal de Defesa Civil e o Fundo Municipal de Defesa Civil também não passou no Legislativo.

PUBLICIDADE

Home Page 2

Caiu ainda o projeto de lei 30/2023, que queria instituir a águia como Símbolo Cultural de Eunápolis, e o Projeto de Lei de número 26/2023, que Institui o Código de Meio Ambiente do Município de Eunápolis e cria o Sistema Municipal de Meio Ambiente. Em seguida, os edis rejeitaram o PL 28/2023 que regulamenta a Câmara Técnica da Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

O placar, para todos sessas votações se repetiu em 9 votos contra e sete a favor. Por não haver empate, o presidente da Mesa, Jorge Maécio, não foi obrigado a votar.

Um artifício parlamentar permitiu que sete vereadores da base governistas deixassem o plenário, prejudicando o andamento da primeira sessão extraordinária. O esvaziamento da sessão salvou o Projeto de Lei número 35/2023, que pretendia efetuar a concessão de uso da Policlínica Municipal de Eunápolis para uma Faculdade privada. O PL 35/2023 deve entrar na pauta da próxima sessão ordinária.

Por fim, o PL 36/2023, que dispõe sobre a prorrogação do prazo de vigência da lei nº 1.245 de 26 de março de 2021 (Refis) foi rejeitado, prejudicando o contribuinte.

Deixaram o plenário os vereadores Arthur Dapé, Adriano Cardoso, Carmem Lúcia,  José Carlos Barbosa, Francis Gabriel, Valterlan Oliveira e Gildair Almeida.

Home Page 2
Fonte VIA41

Artigos Relacionados

Lula compara Gaza ao Holocausto e cria crise diplomática

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) azedou ainda mais as...

Governador realiza reunião com municípios baianos afetados pelas chuvas

O governador Jerônimo Rodrigues realizou, na tarde desta terça-feira (30), uma reunião...

Geraldo Júnior recepciona Lula em Salvador ao lado do governador Jerônimo e é aclamado como “meu prefeito”

  O vice-governador Geraldo Júnior (MDB) recepcionou o presidente Lula (PT) em...

Presidente Lula visita Salvador nesta quinta-feira (18); saiba mais

  O Presidente Lula participa da assinatura de acordo para implantação do...